terça-feira, 28 de fevereiro de 2012

Never forget me


PARTE II

Adrianna não queria acreditar, não sabia se havia de chorar de tanta felicidade ou de rir. No momento em que o olhar de Adrianna se encontrou com o de Harry foi como se tivesse o coração tivesse caído ao chão, estava a despedaçar-se aos poucos e poucos numa lentidão dolorosa. Era um misto de sentimentos, ambos não sabiam o que pensar nem o que dizer. Adrianna pensou na promessa que tinha feito, se fosse para Los Angeles não contaria nada ao Harry sobre o que sentia. Tinha sido fácil pensar naquele assunto a alguns dias atrás mas naquele momento, depois de saber que ia, a vontade de lhe contar tudo era ainda maior. Iria deixar de o ver todos os dias, agora tinha a certeza. Depois de noites mal dormidas a sonhar com essa possibilidade, a atormentar a sua mente, naquele instante, preferia estar a sonhar. Nenhum pesadelo era tão doloroso como não poder sentir o cheiro dele todas as manhãs e o toque das mãos dele na sua pele. Adrianna deixou cair uma lágrima de incerteza, já não sabia se tinha a certeza de conseguir ir embora. Harry ao vê-la naquele estado só queria poder agarra-la para bem junto de si e nunca mais a largar.

- Esta é a melhor oportunidade da tua vida, tens que aproveitar. Foi o que sempre sonhaste… - disse Harry. Nunca lhe tinha custado tanto falar como naquele momento. Por muito que lhe custasse vê-la ir embora não podia permitir que ela perdesse aquela oportunidade. Ela sempre o apoiara na música por isso estava na hora de ele retribuir – não podes desistir agora.

- Eu não quero desistir mas… - Adrianna ainda não tinha sido capaz de desviar o olhar, aqueles olhos estavam a mata-la lentamente

- Não há mas nem meio mas! Eu é que sei o que é melhor para ti e se eu digo que o melhor é ires para LA, tu vais. Sou eu que mando… - Harry tentou ser o mais convincente possível

- Até parece que queres ver-te livre de mim… - aquela ideia só por si matou todas as esperanças de Adrianna contar seja o que for

- Que seja a última vez que digas isso Adrianna Vale! – Adrianna até estremeceu ao ouvir o Harry falar daquela maneira, nunca o tinha visto assim o que fez despertar a curiosidade dos restantes presentes no camarim – Como é obvio não queria que fosses, não queria que ficasses longe de mim. Eu queria poder dizer-te que fiquei muito feliz com a tua entrada na universidade mas só te estava a mentir. Eu conheço-te há dezoito anos, dezoito dias e há… - olhou para o relógio – vinte e duas horas e cinquenta minutos. Passei a minha vida toda contigo, tu sempre foste a pessoa mais importante que alguma vez tive. Sempre que estava mais em baixo era a ti que ia pedir concelhos, tu podias não saber o que fazer nem o que dizer mas o teu abraço valia por tudo. Estaria a mentir se não disse que estou aterrorizado com a ideia de me ver afastado de ti. Só de pensar que vais estar num local aonde não conheces nada nem ninguém deixa-me aflito. Eu quero proteger-te, quero ser eu a primeira pessoa a chegar ao pé de ti quando tiveres triste.

- Harry…

- Espera, deixa-me acabar! Mas ao mesmo tempo quero que tu vás…sei que parece confuso e que me estou a contradizer mas é o que sinto. Não quero que deixes de seguir os teus sonhos só porque tens um amigo que é uma verdadeira lapa!

- Harry tu não és uma lapa, és a pessoas mais extraordinária que conheço. Desde do momento em que entraste no meu coração que nunca mais quis estar longe de ti. E não te contradisseste porque sinto o mesmo. Quero muito lutar pelo meu sonho de ser uma artista melhor. O problema é que no meu sonho tu estás lá presente! Eu não quero abdicar da minha inspiração para seguir uma paixão porque sem ti a arte deixa de fazer qualquer sentido!

- Mas tu não vais abdicar de mim…mesmo estando longe estou sempre contigo! Telefono-te todos os dias, a todas as horas se for preciso, temos o skype, sim porque eu preciso de te ver para ter a certeza que andas a comer em condições – Harry conseguiu tirar um sorriso a Adrianna – pensas o quê? Que vais para LA meter-te naquelas manias idiotas das dietas? Nem penses…não quero te quero ver mais magra do que estás! E se tiveres e não seguires os concelhos do Niall em relação a comeres apanho o primeiro avião e enfio-te comida pela boca!

- Pois, só falas de mim e tu? Sou eu que cozinho a maior parte das vezes para ti. Quero ver a quem vais pedir para te fazer o comer…

- Eu desenrasco-me muito bem!

- Desenrasca-te é a telefonar para pedir comida feita isso sim…

- E serve muito bem…

- És tão doido Harry!

- Sou doido é por ti minha pequenina mais fofa do mundo! – Harry abraçou bem forte Adrianna o que a deixou muito mais calma.

- Então que raio se passa aqui? Só eu é que posso abraçar o meu carrot! – disse Louis enquanto se aproximava

- Está descansado que a partir de amanhã já não o vou abraçar tanto quanto queria… - respondeu Adrianna

- Como é que é? Isso é impossível… - constatou Liam

- É bem possível! Amanhã vou para LA, entrei na universidade que queria.

- Estás a falar a sério? – estavam todos bastante espantados

- Eu não acredito! – Louis começou mais uma das suas brincadeiras – vou perder o meu Harry! – disse ao mesmo tempo que fingia que chorava – vocês não estão a perceber a gravidade da situação! Com a Adrianna tão longe como é que o Harry vai sobreviver? Vamos ficar reduzidos a quatro…

- Que exagero Louis! – disse Adrianna – Vocês acham que era capaz de me ir embora sabendo disso? Eu sei que o meu Harry é muito forte e vai sobreviver!

- Se tu tens tanta certeza…mas só acredito quando vir! – disse Zayn

- Mas tu estás a duvidar da minha força é? – perguntou indignado Harry – eu quero estar vivo quando a minha Dri se tornar uma pintora mundialmente conhecida!

- Ahah! Ainda vais ter que esperar muito meu menino para ser mundialmente conhecida! – respondeu Adrianna

- Mas tu já és conhecida! – disse Niall enquanto comia novamente – com a quantidade de vezes que saiu fotos tuas com o Harry por causa da vossa proximidade já deves ser mais conhecida que nós!

- Acham? – perguntou Harry muito preocupado – acho melhor levares um segurança contigo…nunca se sabe o que te pode acontecer!

- Menos Harry, menos! – respondeu Adrianna – meus amores eu gosto muito de vocês mas agora tenho que ir para casa. Quero descansar para amanhã acordar bem cedo para começar a fazer as malas. O voo é logo a seguir ao almoço.

- Então não vens festejar connosco? – perguntou Liam

- Sorry. Não dá mesmo…preciso mesmo de descansar – lamentou Adrianna

- Pessoal eu também não vou… - disse logo Harry

- Nem pensar… - Adrianna ia continuar com um raciocínio lógico para convencer Harry a ficar mas este interrompeu-a

- Tu deves estar a pensar que vou perder algum segundo que seja sem estar ao pé de ti…já me vai chegar quando fores embora! – Adrianna embora não se mostrasse, estava radiante com a ideia de Harry querer passar os últimos minutos que tinha em território inglês com ela

- Mas eu ainda me quero despedir de vocês todos amanha como deve de ser, com muitos abraços e beijinhos está bem?

 - Sim! – responderam todos em uníssono

***

Depois de saíram do local do concerto com alguns fotógrafos atrás deles, chegaram a casa de Adrianna. Antes de se deitarem cada um na sua cama ainda tiveram tempo para conversar e rir.

Dia seguinte:

Adrianna acordou por causa de um barulho estranho no seu quarto. Quando abriu os olhos e viu Harry foi como se tivesse visto o sol da sua vida. Aquele sorriso iluminava o seu dia, o seu ser. Nada mais importava naquele momento, queria que o tempo parasse e pudesse levar aquela imagem consigo e crava-la na parede do quarto para vê-lo todos os dias de manhã quando acordasse.

- Trouxe o pequeno-almoço e foi feito por mim! – disse Harry com um enorme sorriso. Parecia que tinha feito alguma coisa extraordinária, mas tinha só cozinhado. Adrianna olhou-o surpreendida para tal proeza, nunca pensara comer alguma coisa feita por ele. – não sei se está grande coisa mas foi o melhor que consegui.

- Oh! Não precisavas de te estar a incomodar… - disse Adrianna enquanto se levantava – de certeza que está uma delicia…

- Espero que sim!

Depois de tomarem o pequeno almoço e de terem arrumado toda a loiça começaram a fazer as malas. Embora Adrianna tivesse pedido a ajuda de Harry parecia que este estava mais para a desajudar pois só fazia maluquices. Após mais de duas horas a meter roupa em três malas Harry passou pela secretária de Adrianna e viu um desenho seu debaixo de alguns livros.

- Quando é que fizeste este desenho? – perguntou Harry. Adrianna ficou estática a olhar para o desenho. Lembrava-se perfeitamente do dia em que a sua professora de desenho tinha proposto á turma que cada um fizesse um retrato a carvão da pessoa mais importante da sua vida. Adrianna nem hesitara em escolher a pessoa, era o Harry de certeza. Nunca tinha conseguido noutros trabalhos antes ter bons elogios daquela professora mas naquele tudo tinha mudado. Lembrava-se nitidamente de todas as palavras que dissera, se desenhares sempre assim terás um futuro brilhante, a forma como conseguiste transmitir tudo o que te ia na alma é impressionante. Este rapaz tem imensa sorte por ter uma namorada como tu…

- Foi há pouco tempo… - respondeu – a professora tinha pedido para desenharmos um rapaz e eu lembrei-me de ti.

- Está perfeito Adrianna… - Harry estava espantado com a perfeição do desenho. Ele sabia que a amiga tinha imenso talento mas aquele desenho transmitia-lhe algo diferente. Estava deveras maravilhado

- Se quiseres podes ficar com ele…

- A sério?! Posso ficar com ele?

- Claro que podes Harry! É um desenho sobre ti além disso tenho mais de uma rema de desenhos teus…não me importo de te oferecer um!

- Obrigada! Vou emoldura-lo e pendura-lo no meu quarto! E quando fores conhecida não o vou vender porque não há dinheiro nenhum que pague o teu talento…

- Que querido que estás hoje.

- Eu sou sempre querido…

- Pois claro!

Depois de arrumarem tudo finalmente dirigiram-se para casa do Harry aonde já estavam todos. Assim que chegaram Adrianna começou logo com as despedidas pois já estava atrasada. Quando chegou a vez do Harry, Adrianna tentou não chorar, tinha-lhe prometido que não o fazia.

- Em primeiro lugar tenho aqui uma lista de coisas que deves fazer… - começou Harry deixando Adrianna confusa – em primeira lugar nada de falares com estranhos, em segundo nada de rapazes dentro ou nas redondezas da tua casa, em terceiro tenho que aprovar todos os teus novos amigos, preciso de saber com quem andas, em quarto nada de namorados, como é obvio, precisas de estudar e os namoros só prejudicam, em quinto tens que estar sempre atenta ao telemóvel, eu vou-te telefonar várias vezes ao dia, em sexto nada de confusões e de saídas há noite enquanto não conheceres a zona, em último e a mais importante de todas, podes-te esquecer de todas estas regras mas não te esqueças de mim por favor! – Harry já não aguentava mais e deixou por escapar uma lágrima. Adrianna estava demasiado comovida com o que tinha ouvido que mal conseguia falar, as lágrimas também já lhe corriam pelo rosto. Abraçou-o e por momentos ia-lhe escapando o que sentia.

- Eu nunca me esquecerei de ti! Nunca… - sussurrou-lhe ao ouvido – e para te provar o quanto és importante para mim, vou respeitar todas as tuas regras por mais idiotas que sejam. Se é importante para ti que as cumpra farei com todo o gosto…

- Tu não existe Dri! – disse Harry ainda abraçado à amiga – Desculpa ter começado a chorar, as saudades já são muitas e tu ainda não te foste embora.

- Eu sei disso…também o sinto mas vá, agora pára lá de chorar para me poder ir embora. Quero sair daqui com o teu sorriso… - disse Adrianna.

- Claro!

Despediram-se com um beijo. Depois de virar costas, as lágrimas começaram a escorrer novamente pelo rosto de Adrianna e intensificaram-se quando estava fechou a porta de casa de Harry. Foi como se o coração de repente tivesse ficado vazio, como se tivesse perdido a razão de viver. Mesmo assim continuou e foi para o carro.



Fiquei bastante feliz por terem gostado.
Bem esta é a segunda parte e a terceira (última) está apenas à distancia de dez comentários =)
O capitulo 29 vou publica-lo amanhã.

Liis

9 comentários:

OneDirection ♥ disse...

MAIS , please , isto esta lindoooooooooooo ((:

Anónimo disse...

ESTÁ LINDO!

S' disse...

1 palavra - fantástico!

filipa margato disse...

tipo, adoro adoro adoro *.*

Andreia&Vera disse...

Está lindo, a sério, adorei mesmo :')

Anónimo disse...

Estou desejosa para saber o restooo *-*

helena fernandes disse...

está lindo *-*

Anónimo disse...

quero muito saber o final :)

Anónimo disse...

Adoreiiii :D