quarta-feira, 22 de fevereiro de 2012

Capitulo 26




(As conversas em português estarão em negrito)

(Harry)

 - Vera! – de repente fomos interrompidos por uma voz masculina que desconhecia. Num ápice, ela levantou-se da cama. Olhei para a porta e estava um homem com cara de poucos amigos. Não sabia quem era mas pelo jeito da rapidez que Vera se tinha levantado, devia conhecer. Levantei-me também e no momento em que ia perguntar quem é que era aquele homem, a Vera caiu-me nos braços.

Harry – Vera! – o corpo dela tinha caído para trás, inerte de forças. Dei ligeiras bofetadas na cara para ver se ela reagia mas não havia sinais alguns de um possível acordar. Um aperto inexplicável no coração estava a consumir-me por dentro. A testa dela estava a escaldar, estava a arder em febre.

Pai da Vera – Filha! – o homem tinha-se precipitado para cima dela e tinha exclamado algo que não tinha percebido. Nem me importei em perguntar quem era, gritei lá para baixo para virem cá acima.

Harry – Venham cá acima! – gritei. Em poucos segundos eles apareceram – chamem uma ambulância imediatamente! – pedi enquanto ainda sentia forças para continuar a falar. As forças estavam-me a faltar á medida que o tempo passava e não havia qualquer reação – mas vocês ainda estão aí?

Niall – Eu vou chamar uma ambulância!

Matie – Oh meu Deus! O que é aconteceu? – a Matilde tinha dito qualquer coisa em português e o senhor que estava ao meu lado respondeu

Pai da Vera – Não sei. Ela desmaiou de repente! Já chamaram a ambulância?

Carla – Esteja descansado que já o fizemos! Deve chegar estar quase a chegar! – estava alheado por completo daquela conversa toda.

Zayn – O que é que se passou Harry? – estava apenas concentrado em conseguir que ela desse algum sinal de vida, uma simples reação, qualquer coisa que me fizesse acalmar - Harry! – ouvi o meu nome e segui o som da daquela voz, era o Zayn – O que aconteceu?

Harry – Ela está a arder em febre…. – a minha voz vacilava, o medo do que pudesse acontecer á Vera – … não sei o que aconteceu! Não sei o que ela tem…

Niall – A ambulância já chegou! – senti um alivio enorme quando a ambulância chegou, ela iria ficar em boas mãos

Carla – Tio, a amb…

Pai da Vera – Sim! Eu percebi…

Rapidamente entraram os médicos com uma maca, afastei-me para os deixar trabalhar. Eles puseram-lhe uma máscara de oxigénio e levaram-na para a ambulância.

 - Quem é que vai a acompanha-la? – perguntou um dos médicos. Quando estava prestes a responder que seria eu, o homem que ainda não sabia quem era respondeu.

Pai da Vera – Sou eu! – antes que pudesse ripostar a Filipa agarrou-me no braço puxou-me para trás

Filipa – É o pai da Vera!

Harry – É quem? – a primeira coisa que pensei foi que estivesse a ouvir mal, não podia estar a ouvir bem

Liam – É o pai dela…veio por causa da notícia da revista. – aquilo não podia estar a acontecer, para além de não saber o que tinha, estava a pequenos passos de perde-la também para Portugal – vamos como? O meu carro ainda está na oficina…

Harry – Quero lá saber como é que vamos…metam-se nos carros!

Carla – Eu fico…

Joana – Tens a certeza Carla?

Carla – Absoluta…vocês sabem!

Filipa – Claro que sim!

Louis – Eu fico contigo…

Carla – Não, não é preciso…eu fico bem sozinha!

Louis – Está fora de questão! Eu fico…

Harry – Vocês importam-se de parar com isso? Quero lá saber quem fica ou deixa de ficar...vamos!

Louis – Toma a chaves do meu carro, Liam

Harry – Finalmente!

O caminho para o hospital foi mais longo do que alguma vez imaginei. Parecia que as estradas eram intermináveis, que nunca mais avistava o maldito hospital. O Liam, que ia a conduzir, parecia que estava com medo de pôr o pé no acelerador.

Harry – Importaste de andar mais depressa?

Liam – Queres chegar ao hospital também de ambulância é? Todos estamos preocupados, não és só tu! Agora não vou por a vida em risco de outras pessoas por causa disso…

Harry – Eu também não estou a dizer para andares a altas velocidades! Agora com essa velocidade até eu chegava a pé mais rápido!

Liam – Se continuas com essa conversa vais mesmo a pé…

Matie – Acalmem-se meninos! Ninguém vai a pé e ninguém vai ir mais rápido do que já vamos!

Niall – Sim, estamos todos muito preocupados, discutir só vai piorar as coisas. A Vera não vai ficar melhor só por chegarmos cinco minutos mais cedo…

Joana – O Niall tem razão! Vamos lá ter calma…

Liam – Eu até compreendo, se fosse comigo provavelmente faria o mesmo, mas tens que te acalmar um pouco! Ela vai ficar bem…

Harry – Ok! Já percebi! Mas não andes mais devagar que isso…

Liam – Sim! Já estamos a chegar!

Assim que chegamos saí imediatamente do carro e corri até á entrada do hospital. Entramos e o pai da Vera estava na sala de espera. Fomos ter com ele mas como não sabia se ele me iria perceber fiz sinal ás raparigas para falarem com ele.

Matie – Como é que ela está? Há alguma novidade?

Pai da Vera – Eles ainda não me disseram nada. A caminho daqui apenas informaram que ela estava com 40 graus de febre e que pode ter sido essas temperatura que fez com o que o corpo dela se desligasse!

Matie – Quando ela chegou não estava assim! Ela disse que não queria ir ao hospital, que seria apenas uma simples constipada.

Pai da Vera – Pois, nota-se!

Joana – Já avisou a tia Amélia?

Pai da Vera – Claro que sim! Avisei-a e também avisei o Miguel. Vão apanhar o primeiro avião para aqui! – a conversa já estava a ficar demasiado longa e eu não estava a perceber nada

Harry – Ela está bem? O que é que tem?

Filipa – Ela estava com 40 graus de febre e pode ter sido por causa disso que ela desmaiou, da temperatura demasiado elevada.

Harry – Eu sabia que a devíamos ter levado ao hospital! – sentei-me nos bancos de espera sem saber o que fazer. Não devia ter permitido que aquilo chegasse aquele estado

Zayn – Agora não vale a pena estarmos a lamuriar por aquilo que não fizemos! Há que esperar para ver o que acontece!

Liam – Que cara é essa amor? Há mais alguma coisa? – olhei para a Matilde e notava-se a léguas que alguma coisa se passava

Harry – Matie?

Matie – A mãe dela está a caminho daqui e traz o Miguel com ela…

Harry – Estás a gozar só pode!

Matie- Para todos os efeitos, o Miguel é que é o namorado…

Harry – Isto não me está a acontecer! Vou falar com o pai dela…

Joana – Estás louco? Nem pensar…ainda vais piorar as coisas!

Harry – Piorar o quê? Ele viu-me a beijar a Vera…

Filipa – A sério? OMG!  

Matie – Vamos lá manter a lucidez!

Filipa – É nestas alturas que faz falta a Carla! Ela é que sabe o que fazer nestas ocasiões…

Matie – Vou-lhe telefonar… - ela pegou no telemóvel e telefonou á Carla pondo em altifalante

Carla – Então? Como é que ela está?

Matie – Ainda não nos deram notícias. Só sabemos apenas que ela tinha 40 graus de febre e que pode ter sido por causa disso que ela desmaiou…

Carla – E como é que vocês estão?

Matie – Mais ou menos! O Miguel e a mãe dela estão a caminho daqui…

Carla – Estás a brincar? O Miguel?

Matie – Esse mesmo! E pelos vistos o pai da Vera viu o Harry a beijar a Vera e agora o Harry quer ir falar com ele, achas normal?

Carla – Harry estás a ouvir-me?

Harry – Sim!

Carla – Nem penses em fazer tal coisa. A Vera nunca te perdoaria se fosses falar com ele antes dela…é uma cena entre eles, entre a família dela. Além disso não te esqueças que está a caminho o Miguel…

Harry – Por é que achas que quero ir falar com ele?

Carla – Mas não o podes fazer! A sério Harry, se o fizeres vais estragar tudo! Ela volta para Portugal num abrir e fechar olhos e nem dás por isso!

Harry – Eu não quero isso…não quero que ela vá para Portugal já!

Carla – Então vê se não fazes asneiras.

Harry – Ok! Não vou falar com ele mas ele não me vai impedir de a ver…

Carla – Mas vai com calma…

Harry – Está bem!

Carla – Depois telefonem quando souberem o que se passa!

Matie – Está bem querida! Até já…

Zayn – Parece-me que agora é esperar…

Niall – Eu vou buscar qualquer coisa para comermos! Ainda não jantamos…

Harry – Eu não quero nada…

Niall – Queres sim! Tens que te alimentar, além disso como é que pensas enfrentar o Miguel cheio de fome?

Harry – Só tu mesmo…

Joana – Eu vou contigo Niall! – o Liam e o Zayn vieram ter comigo e sentaram-se ao meu lado

Liam – Então? Se continuas com essa cara feia a Vera não quer acordar de certeza!

Zayn – É verdade! Tens que te alegrar, passar energia positiva para ela! Com essa disposição não a ajudas!

Harry – Não entendem…só de pensar que ela está lá dentro e não conseguir fazer nada para ajudar mata-me! Eu tento não pensar em coisas negativas mas não consigo…

Zayn – Eu sei que já dissemos isto várias vezes mas tens de ter calma…ela vai ficar boa de certeza!

Liam – Sim. Tens que pensar positivo, assim vais ver que o tempo passa mais rápido e temos noticas dela.

Harry – Vou tentar…mas não é fácil!

Liam – Nós sabemos! Estamos aqui para te apoiar seja o que for…

Harry – Obrigada!

Zayn – Não tens que agradecer…somos amigos para alguma coisa certo?

Harry – Certo!

O tempo ia passando, os minutos pareciam autenticas eternidades. Não havia maneira do tempo passar e de aparecer alguém a dar noticias. Aquela espera era desesperante, o que me fazia ocupar a cabeça com pensamentos negativos. Levantei-me do banco e comecei a andar de um lado para o outro para ver se o tempo passava mais rápido. Entretanto o Niall tinha chegado carregado de comida juntamente com a Joana, parecia que tinham assaltado o supermercado.

Zayn – Vocês foram assaltar o supermercado, só pode!

Niall – Precisamos todos de comer! Não sabemos quanto tempo é que temos de ficar aqui por isso vim prevenido!

Liam – Nota-se! Com isso dá para alimentar um batalhão…

Joana – Vocês são cá uns exagerados! Isto depressa desaparece…é pouca coisa!

Zayn – Com o estomago do Niall tudo desaparece!

Niall – Estou em fase de crescimento, preciso de comer!

Liam – Qual fase de crescimento? Só se for para os lados…

Filipa – Vocês estão para aí a falar e ainda não me deram nada para comer! Ao contrário de vocês estou com fome…

Joana – Toma lá duas sandes para ver se isso te alimenta! – O Niall chegou-se ao pé de mim e deu-me uma sandes para a mão.

Harry – Não me apetece…tenho um nó no estomago!

Niall – Vamos discutir novamente? Não me parece, toca a comer! – ele enfiou-me literalmente a sandes pela boca a baixo

Harry – Queres-me sufocar é?

Niall – Quero que comas!

Harry – Já entendi a mensagem! Vou comer… - assim que comecei a comer o médico chegou á sala de espera. Assim que o vi levantei-me imediatamente do banco e fui ter com ele

Médico – Familiares de Vera Lima?

Pai da Vera – Sou eu…por favor diga o que se passa com a minha filha?

Médico – Ela apenas está com gripe. O desmaio foi provocado pela febre elevada, é frequente o corpo desligar-se quando não consegue baixar a temperatura. É um mecanismo de defesa para nos apercebemos que algo não está bem.

Harry – Ela já acordou? Vai passar aqui a noite?

Médica – Sim, ela acordou à momentos antes de vir para aqui. E vai ter que ficar esta noite no hospital só por precaução. Se quiserem já podem ir vê-la, mas só um de cada vez!

Pai da Vera – Eu vou!

Senti um alivio enorme quando o médico disse que ela estava bem. Já estava mais calmo, embora ainda precisasse de a ver para ter a certeza que ela estava acordada e bem.

Matie – Que alivio! Daqui a pouco a mãe dela deve estar quase a chegar…

Filipa – Pois é…e com o Miguel…

Joana – Vá meninas, não falemos de coisas más que ainda não aconteceram! Quando chegarem logo se vê! 

Filipa – Quando mais depressa falavas neles mais depressa eles vinham! Olhem ali… - na porta de entrada tinha entrado uma senhora e um rapaz, devia ser a mãe dela e o Miguel – são eles!

Matie – Fogo, chegaram rápido! – eles viram-nos e vieram ter connosco, ou melhor, com as raparigas

Mãe da Vera – Matilde, filha, como é que está a minha Vera? O que é que lhe aconteceu?

Matie – Tenha calma tia, está tudo bem! Ela já acordou, apenas teve febre alta, foi uma gripe.

Mae da Vera – Mas como é que ela ficou com tanta febre? O que é vocês andaram a fazer?

Joana – Não sabemos! Não andamos a fazer nada de mal, tia.

Filipa – Sim tia, é verdade. Não sabemos mesmo como é que ela ficou assim.

Miguel – Ela vai ficar no hospital esta noite?

Matie – Sim Miguel! Por precaução apenas….

Mãe da Vera – Ainda bem. O tio?

Joana – Está com a Vera. Ele já deve estar quase a voltar…depois podem ir vê-la.

Miguel – E quem são estes?

Filipa – São uns amigos nossos ingleses.

Miguel – Ok.

Matie – O tio já sabe que a tia chegou?

Mãe da Vera – Sim, já sabe. Deve estar quase a chegar…

Joana – Ainda bem. É que nenhuma de nós ainda a foi ver…assim vai a tia e o Miguel e depois vamos nós!

Mãe da Vera – Está bem. E a Carla? Não está convosco?

Filipa – Não. Ela não gosta de estar em hospitais. Ficou em casa…

Mãe da Vera – Muito bem. – Depois da mãe dela sair de junto delas fui ter com elas lhes perguntarem o que se tinha passado.

Harry – Então?

Matie – Não há grande coisa. Agora é só esperar que o pai dela saía de lá de dentro para que eles entrem e depois nós!

Harry – E o outro disse alguma coisa?

Matie – Apenas perguntou quem eram vocês, e eu respondi que eram amigos. Ele não sabe de nada…

Harry – Mas depressa deve ficar a saber…

Joana – Pois!

O pai da Vera tinha acabado de entrar na sala e veio ter comigo

Pai da Vera – Precisamos de falar…



Desculpem a demora da publicação do capitulo mas eu fui de mini-férias para a terra dos meus avós e infelizmente, como a terra é num sitio um bocado isolado da civilização descobri que para poder aceder ao meu e-mail demoraria mais ou menos três horas para abrir. Por isso para ir para o blog estava completamente fora de questão, tentei várias vezes mas não dava para abrir.
Esta é a parte negativa, a boa noticia é que os ares frios das montanhas deram-me ideias novas (isto de andar a ver os animais a pastar dá que pensar :P). Estava a pensar em escrever mini-histórias, tipo de três, quatro partes no máximo. Já tenho ideias para a primeira e já está a ser escrita mas primeiro queria saber que estão interessadas em ler. Vou abrir uma sondagem para votarem, se querem que publique ou não!

Bem, é só!

Liis

3 comentários:

Andreia&Vera disse...

adorei o capitulo, estou deserta para ver a conversa do harry com o pai da vera, quando vais publicar?
A ideia das mini-historias tambem parece boa :D

filipa margato disse...

adorei, estou ansiosa para ver o próximo capítulo :)

OneDirection ♥ disse...

AMEIIII ♥ ; quando publicas o próximo ? (: