domingo, 15 de janeiro de 2012

Capitulo 12


(Liam)

Desci as escadas o mias rapidamente possível, quando cheguei á sala estavam todos a olhar para mim. Nem me dignei a dirigir qualquer tipo de palavra e saí da casa. Atrás de mim, segundos depois, apareceram os rapazes atrás de mim.

Zayn – Queres dar as honras de nos dizeres o que acabou de se passar?

Niall – Ouvimos gritos…

Harry – E depois saíste a rapidamente…

Liam – Não quero saber mais nada dela!

Louis – Oh, calma aí! Então andaste dias só a pensar nela, na tua cabeça só existia uma pessoa, ela. Nada mais interessava e agora, puff. Despareceu tudo por pura magia foi?

Liam – Eu não quero falar…

Harry – Claro que não queres falar. É a verdade! Custa assim tanto admiti-la é? Porque sabes que agiste mal…

Liam – Eu não agi mal…eu vi tudo o que se passou!

Niall – E tu viste o quê de concreto? É que eu vi uma miúda que tentou desesperadamente explicar o que sucedeu e tu nem estavas interessado em saber!

Liam – Não é bem assim…não compreendem!

Zayn – Então explica-nos! Estamos aqui para ouvir!

Liam – Ela beijou o tipo que a fez sofrer…como querem que tenha reagido?

Harry – Foi ele que a beijou e além disso, ela já não dele mas sim de ti!

Liam – Como querem que acredite nisso? Ele não tinha nenhuma arma apontada á cabeça dele, não estava entre a vida e a morte! Aliás ele nem sequer a agarrou…

Louis – Estás a ser drástico demais…vais perder uma pessoa por teimosia Liam!

Liam – Não é teimosia! Queria ver se fossem vocês! Se vissem a pessoa de quem estão apaixonados a beijar o ex-namorado!

Niall – Mas ela já se explicou…admitiu que gosta é de ti! É difícil perceber isso?

Liam – É! É muito difícil sim!

Zayn – Vai falar com ela novamente. Com mais calma…

Liam – Tudo o que tinha para dizer já disse! Além disso ela deve ir para Portugal novamente!

Harry – Portugal? O que é que lhe disseste?

Liam – Que nunca devia ter saído de lá…

Louis – Mas tu perdeste o juízo foi? Faz como quiseres, já não me interessa!

Liam – Também não pedi a vossa ajuda! Vocês é que vieram falar comigo!

Niall – Realmente! Nós é que somos idiotas em queremos-te ajudar, mas deixa estar que já percebemos a mensagem!

(Matilde)

Assim que ouvi o bater da porta do meu quarto, todo o meu mundo tinha desabado. Tinha novamente acontecido! Estava novamente de rasto! Estava novamente a chorar! Mas desta vez era mais forte do que a última, era mais dolorosa, tinha batido mesmo lá no fundo. As lágrimas corriam no meu rosto freneticamente sem as conseguir parar. Não sabia o que fazer para as parar! O meu coração estava tão dorido tinha a sensação que já não o tinha. A dor era tão horrível de suportar que só me apetecia partir tudo, desligar do mundo! Deixar de sofrer! Afinal tinha razões para ter medo, ele fez exatamente o que o Rafael me tinha feito, mas desta vez era muito pior! Peguei na minha mala debaixo da cama e comecei a abrir as gavetas para pôr a roupa dentro da mala. Ouvi alguém a bater na porta, abri e eram todas as meninas.

Vera – O que se passou? E que malas são essas?

Matie – Vou voltar para Portugal!

Carla – Vais para onde? Mas…

Matie – A decisão está tomada! Não vale a pena gastarem o vosso tempo a tentar dissuadir-me porque não vale a pena.

Joana – Ok. Vamos lá ter calma! Falaste com o Liam, o que aconteceu para quereres ir-te embora?

Matie – Foi o Liam que disse que me quer fora daqui. Ele não acreditou em mim…por isso não estou aqui a fazer nada…

Filipa – Tenho a certeza que ele disse isso da boca para fora! Não era o que sentia…

Matie – Mas magoou-me! Magoou-me muito…não vou ficar aqui e saber que ele me vai evitar sempre que possível ou ignorar-me!

Vera – E ires-te embora é a solução?

Matie – Queres que fique aqui é? Como querias que eu ficasse em Portugal? Não estou para isto! Ele não quer acreditar, que não acredite! Quer achar que lhe menti, por mim tudo bem. Não sou de andar atrás das pessoas a pedir desculpas durante uma vida inteira. Não acreditou á primeira não acredita á segunda!

Filipa – Não sei o que te diga! Quando foi com o Rafael fui a primeira a apoiar-te a vir para Londres mas neste caso é diferente. O Liam não é o Rafael…

Matie – Mas está a fazer-me sofrer! Mais do que o Rafael. Doí-me tanto o coração que só me apetece arranca-lo do peito.

Carla – Anda cá amiga! – ela abraçou-me e senti-me melhor – somos péssimas amigas. Eu só quero que fiques bem…aqui, na China, na Lua, não interessa!

Matie – Obrigada!

Vera – Como é obvio só queremos que sejas feliz. Mas só te quero dizer uma coisa, espero mesmo que não estejas a matar uma possível relação por seres demasiado orgulhosa…

Matie – Eu não sou orgulhosa! E estou segura daquilo que vou fazer!

Joana – Se o achas! Nós estamos contigo…

Matie – Obrigada!

Filipa – A que horas é que é o voo?

Matie – É as três horas da tarde!

Carla – Boa. Assim ainda tens tempo de te despedir dos rapazes!

Matie – Sim…

Vera – E do Liam também…

Matie – Ele já se despediu de mim quando saiu do quarto…

Joana – Matilde…

Matie – Bem, querem ajudar a fazer as malas?

Raparigas – Claro!

Matie – Com tanto entusiasmo até parece que em querem ver pelas costas!

Carla – Sabes bem que não, embora preferíssemos que ficasses!

Matie – Eu sei…mas é vida!

Vera – Ui, para quem não acredita no destino estás muito filosófica! Realmente o Liam é especial… - olhei para ela com vontade de a matar – saída infeliz! Foi uma entrada a pés juntos feia…

Matie – Ah ah! Gostei…Espera…lembrei-me de uma coisa!

Joana – Que foi?

Matie – Não fui ver nenhum jogo ao Teatro dos Sonhos!

Filipa – An?

Matie – Manchester United! Ainda não fui ver nenhum jogo!

Carla – Fazemos o seguinte, arranjamos bilhetes e tu vens cá ver! Que achas?

Matie – Perfeito meus amores! Como vos adoro…

Raparigas – Nós também!


(Vera)

Depois de ajudar-mos a Matilde a fazer as malas fomos cada uma para seu quarto dormir.

Vera – Vou telefonar ao Harry para lhe contar o que se passou!

Carla – Uhh…vou contar ao Harry! Isso está a começar a ficar sério….

Vera – E o Louis? Não lhe pediste o número?

Carla – Eu sei que sou despachada mas é cedo demais ainda…acabei de o conhecer!

Vera – Pois claro, tretas! Mas pronto, vou telefonar-lhe!

Carla – Dorme bem…

Vera – E tu também!

Procurei o número dele na minha lista telefónica o nome dele e pus a chamar.

Harry – Vera!

Vera – Uau! Tenho de te telefonar mais vezes para ouvir o meu nome com tanto entusiasmo!

Harry – É por estar com saudades tuas… - um calor intenso começou a aflorar-se nas maças do rosto

Vera – Queres-me ver envergonhada certo?

Harry – Queres ver até queria, mas tenho que me contentar em ouvir a tua voz doce!

Vera – Ok. Vamos lá parar com os elogios pode ser?

Harry – Ensinaram-me a dizer a verdade e apenas a verdade. É isso que estou a fazer!

Vera – Neste momento deve estar a crescer-te um nariz de Pinóquio enorme com tanta mentira!

Harry – Ah ah. Queres vir ver?

Vera – Estás a provocar-me menino Harry!

Harry – Não estou nada…

Vera – Vá, vamos lá falar de assuntos sérios!

Harry – Assuntos sérios? Tem mesmo que ser?

Vera – Sim. É sobre o Liam e a Matilde!

Harry – Oh! Como ela está?

Vera – Destroçada! O Liam teve mesmo de lhe dizer para voltar para Portugal? É que ela vai mesmo…

Harry – A sério?!

Vera – Sim! Ela vai para Portugal amanhã ás três da tarde! E está irredutível…acho que a única pessoa que a 
pode mudar de ideias é o Liam!

Harry – Pois…o Liam! Era mais fácil trazermos o papa do que o Liam ir falar com a Matilde. 

Vera – Mas ele é a solução! Ou melhor, nem sei, é mais o problema!

Harry – Se queres que te diga, não entendo! Ele gosta dele, ela gosta dele, não percebo porque têm de complicar

Vera – Ele disse coisas que não se dizem! Ela está mesmo magoada com ele e não me parece que isso se cure só com um pedido de desculpas…

Harry – Vou fazer os possíveis para que ele vá falar com a Matilde mas não prometo nada!

Vera – É melhor que nada. Estava a pensar em irmos almoçar todos juntos antes de ela se ir embora, o que achas?

Harry – Por mim pode ser! Eu falo com o pessoal e depois mando-te mensagem com a confirmação!

Vera – Está bem! Então ao meio dia?

Harry – Perfeito!

Vera – Então…boa noite…

Harry – Boa noite Vera! Sonha comigo!

Vera – Vou pensar sobre o assunto…não sei se serás um bom sonho!

Harry – Experimenta…não vais querer outra coisa!

Vera – Não sei não. Eu gosto mais da realidade…

Harry – E ainda dizes que eu te provoco!

Vera – E provocas! Mas vá…agora tenho que ir dormir! Beijos…

Harry – Beijos! – disse com uma voz super romântica

***

(Harry)

Depois de dizer aos rapazes que iriamos almoçar com as meninas era hora de convencer o Liam a vir connosco, ou seja, tinha que me preparar para a nova missão impossível.

Zayn – Então ideias para o convencer?

Harry – Achas que sei?

Louis – Sinceramente acho que vai ser impossível!

Niall – Mas temos que tentar…

Harry – Vá! Respirar fundo e vamos atacar!

Batemos á porta e depois de alguns segundos ouvimos a voz dele

Liam – Que foi?

Harry – Podemos entrar?

Liam – Sim! – entramos e ele ainda se encontrava na cama – que querem?

Harry – Ahm… - comecei a improvisar – o nosso manager pediu para nos juntarmos todos com ele à hora 
de almoço!

Liam – A sério porquê?

Zayn – Realmente…não nos disseste nada! – dei-lhe um encontrão para se calar – ah…pois foi!

Harry – Bem, por isso vê lá se sais da cama porque já temos pouco tempo!

Liam – Está bem…já vou!

Saímos do quarto dele e eles olharam todos para mim…

Harry – Foi o que me lembrei…resultou não foi?

Niall – Sim! Pelo menos conseguimos tira-lo do quarto. Agora quando ele vir que foi tudo mentira não sou eu que vou estar perto dele. Estou bem longe…

Louis – És tu e eu…

***

(Matilde)

Arrumei o resto das minhas coisas de manhã e assim que terminei já eram horas para ir almoçar. Não estava com muita vontade mas tinha que ser, tinha-lhes prometido e não podia voltar atrás. Assim que chegamos ao restaurante estavam lá todos, incluindo o Liam. O meu coração acelerou de tal maneira que quase caía. Assim que me nos viu, ou melhor, assim que me viu começou a discutir com eles. Levantou-se rapidamente da cadeira e passou por mim sem sequer me dirigir um olhar que seja. Doía cada vez mais, tendo cada vez mais a certeza que sair dali era o melhor.

Depois do almoço era altura das despedidas. Foram comigo até ao aeroporto para se despedirem. Abracei-os a todos mas o meu corpo já não estava lá. O meu pensamento resumia-se inteiramente ao Liam e ao quanto queria que ele aparecesse ali naquele momento. Assim que ouvi a última chamada do voou procurei inconscientemente a figura dele mas a única coisa que via era o vazio que se tinha tornado o meu coração. Abracei-as uma última vez e virei costas.



Espero que tenham gostado!
Obrigada pelos comentários, já sabem que são muito importantes.
Amanhã não sei se consigo publicar mas vou tentar!


Liis

6 comentários:

OneDForever disse...

Amei! O Liam tem que ficar com a Matilde!
Beijinhos!

OneDirection ♥ disse...

AMEIIII, publica rápido, por favor ((:

.xana disse...

tu escreves super bem, despacha-te a pô-los juntos sim?

Raquel** disse...

Amooooooo ! Quando poes mais ??

Anónimo disse...

Amooo. Quando publicam mais???

Rita disse...

De todas as fics portuguesas que já li, esta é a que me está a prender mais, estou a amar completamente, por favor posta rápidooo <3